quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Quem é o seu amante?




Gostei muito deste texto que recebi por email e hoje compartilho com vocês:


Quem é o seu amante?

(Dr. Jorge Bucay - Psicólogo - tradução do original "Hay que buscarse un Amante")


" Muitas pessoas tem um amante e outras gostariam de ter um. Há também as que não tem, e as que tinham e perderam".

Geralmente, são essas últimas que vem ao meu consultório, para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.

Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.

Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.

Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão", além da inevitável receita do anti-depressivo do momento.

Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que não precisam de nenhum anti-depressivo; digo-lhes que precisam de um AMANTE!!!

É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho. Há as que pensam: "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas"?!

Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.

Aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:
"AMANTE" é aquilo que nos "apaixona",
é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono, é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.

O nosso "AMANTE " é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.

Às vezes encontramos o nosso "AMANTE" em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis.
Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto....

Enfim, é "alguém!" ou "algo" que nos faz "namorar a vida" e nos afasta do triste destino de "ir levando"!.. E o que é "ir levando"? Ir levando é ter medo de viver.

É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.

Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão, de que talvez possamos realizar algo amanhã*.

Por favor, não se contente com "ir levando"; procure um amante, seja também um amante e um protagonista ... DA SUA VIDA!

12 comentários:

Magda Beatriz disse...

Oi Fernanda...Amei i poste...muito bom guria!!!
Meu amante depois de meu marido...hj sem dúvida é o meu blog...kkkkkk...durmo pensando nele...no q vou postar...enfim...ele ocupa boa parte de meus pensamentos...rs...
Tudo de bom para ti miguxa!!!
Beijos!!!

Olho no olho disse...

Eu já tinha recebido um e-mail com esse texto e na ocasião gostei muito. Agora relendo no seu Blog lembrei que minha tia me dizia que o trabalho era a maior das terapias para nos fazer esquecer as dores e frustrações da vida.
Acho que minha amante é meu trabalho!

Silvana Villas-Boas disse...

Nanda

Amei o texto. Ótimo pra colocar no meu Blog. Se você permitir, posto amanhã mesmo.
Bjusss e Bom fim de semana.
Sil

Fernanda disse...

Fique super à vontade, Sil!!!Bjsss

Paty disse...

Seu Blog é muito interessante, este texto é ótimo, seja sempre bem vinda, no meu blog....

Ana de Geo disse...

Oi, FÊ!
Vim retribuir a visita, mas acabei me apaixonando e vou ficar por aqui mais um pouquinho!
Esse artigo é perfeito!
Eu tenho vários amantes: meu Jesus, minha família, meus amigos, minha casa! Eu não paro de pensar nas coisas boas que acontecem na minha vida todos os dias!
Obrigada por compartilhar conosco!
Beijos e fica bem!

Janaina Cruz disse...

Olá Fernando encontrei teu link no blog da Silvana e vim te conhecer.

Eu amei esse texto, nada como o amor para mudar a nossa órbita, que possamos ser amantes da vida, e de nós mesmos.

Vou seguir teu blog,

Abraços e ótima semana pra ti.

Ana Poffo disse...

Olá, passei em seu blog e adorei, já estou seguindo. Bacana mesmo o texto, uma amiga, certa vez me mostrou tmb. Acho que mts vezes nos tornamos pessoas desanimadas, por não encontrar nosso "amante", algo que nos apaixone e dê novo sentido à nossa vida. Gostei bastante. Parabéns :)

Maria Julia Carvalho disse...

Olá Fernanda,obrigada pelo elogio,é q eu amo muito a Vitória!meu Blog foi feito por causa dela.acho q é impossível alguém ñ se apaixonar por aquela bebê LINDA eu nem sei mexer direito mais eu entro só pra vê-la!!!obrigada pela visita :)

Ps: Segue o Blog da minha tia tbm o nome dela é Franciane mais está escrito Hospedaria Carvalho! Bjus... ;)

Julia Susigan disse...

Oláá Fernanda
Passei por aqui ** e adorei seu blog!!
Já estu te seguindo ^^
Dá uma passadinha no meu tbm >> http://jususigan.blogspot.com/

Beijos e boa semana

Inha franco disse...

Boa noite fernanda,gostei muito de sua visita,vim te agradecer, seu blog.é lindo vou voltar sempre.Adorei seu texto,tudo de bom para voce,beijos.

Talita disse...

Muito gostoso teu blog...

lhe seguindo!!