segunda-feira, 30 de maio de 2011

Você vive sem?

A cada dia que passa surgem mais novidades no mercado, coisinhas que num segundo deixam de ser verdadeiros enigmas e passam a morar nas nossas vidas. E a gente passa a necessitar cada vez mais delas, afinal são indispensáveis, não? E outras mais antigas, que igualmente se incorporam ao nosso cotidiano tão naturalmente que parece que sempre estiveram lá.

-CELULAR- Ih, confesso que não vivo sem. Até durmo com ele na cabeceira, para o caso de alguma emergência. Nem parece que na infância não tínhamos telefone residencial e nem por isso deixávamos de receber as notícias.

-COMPUTADOR- Além das inegáveis utilidades tecnológicas, considero que passou a ter a (errônea) importância que tem por conta do seu papel social: é amigo, terapeuta, namorado e até médico (é...conheço muita gente que marca consulta com o Dr Google). Por muito tempo eu abominei esse papel social e só usava o computador para estudo e pesquisas. Considerava desprezíveis as redes sociais, me negava a utilizá-las. Fomos nos aproximando devagar, eu  muito desconfiada desse monstro que afastava as pessoas. Até encontrar uns amigos de infância, bater papo com a minha tia que mora em outra cidade...quando vi já tinha caído na rede.

- MICRO-ONDAS- Além de estranho de escrever na nova ortografia, esse eletrodoméstico poderia ser facilmente descartado na minha casa. Uso raramente, não gosto muito e tenho sérias desconfianças dos seus malefícios à saúde. Lembro que quando o meu irmão teve leucemia a minha mãe havia acabado de ganhar um e ele ficou guardadinho na caixa por muito tempo, ninguém queria arriscar.

-CAFETEIRA- Nem sei onde guardei a minha. Prefiro café feito como antigamente, o máximo que me permito é o uso de filtros de papel e ainda acho que o gosto é diferente do cafezinho da minha infância.

-COMIDA CONGELADA- Não faz parte parte do meu dia a dia, mas fico agoniada quando não tenho no freezer. É um grande aliado nas emergências.

-TOUCH SCREEN- Ah, não sei usar aquilo direito, rs! Prefiro as teclinhas, hehehe.

-INTERNET MÓVEL- Ainda não consegui gostar. Tudo muito pequeno, sem graça. Fico impressionada com a enorme quantidade de gente que vejo conferindo recados, enviando emails, enquanto andam ou estão em um restaurante. Pode ser até muito útil, mas...

-PEN DRIVE-Uso, sim. Mas não rotineiramente. Às vezes passa dias perdido guardado em alguma gaveta, só lembro quando preciso muito.


-POLPAS DE FRUTAS INDUSTRIALIZADAS- Já usei muito, é prático demais. Atualmente prefiro o suco de frutas fresquinho, não dá pra comparar o sabor.


-CARRO- Invenção mais que importante...porém não sei, não quero e não gosto de dirigir. Tenho carteira de motorista, mas não tenho a mínima vontade de dirigir. Sequelas de um grave acidente ocorrido na adolescência, talvez, ou medo da violência crescente no meu estado. Ou o comodismo de ter quem me leve para os lugares, rs.

-GPS- Ainda estou dispensando.

-DATA SHOW - Recentemente comecei a usar e amei!

-FRALDAS DESCARTÁVEIS- Que me perdoe a natureza, mas usei e muito quando o filhote era bebê.

-CÂMERA DIGITAL- Com essa nunca impliquei, desde que vi pela primeira vez se transformou em sonho de consumo. Mas não gosto da  mania que tenho de nunca revelar nada, pois adoro pegar fotos, folhear os álbuns.

-CHAPINHA, SECADOR E AFINS- Nem tenho em casa. Caso seja extremamente indispensável, procuro um salão.


-E BOOK's- Como amante da leitura gosto de folhear, tocar, sentir. Ler é quase um ritual: gosto de sentar no meu canto favorito  do sofá, pés apoiados, tranquila. E escolher um livro também envolve um processo especial: ando pela livraria, dou uma olhada geral, depois vou procurando algo que me agrade, pesquiso autores, pergunto. Não consigo me imaginar, ao menos em um futuro próximo, em frente à uma daquelas máquinas.

Considerando a lista acima, vejo que sou quase um bicho do mato, rsrsrs. Mas prefiro assim. Tenho um pé lá no cantinho da nostalgia (só das boas coisas, certo?) e prefiro assimilar essas coisas aos pouquinhos, sem abandonar velhos hábitos apenas por serem velhos.

E você, não vive sem o que?

9 comentários:

Ana de Geo disse...

Fernanda, certamente destes listados o celular é meu grande aliado! Até a Bíblia carrego nele, pra estar sempre preparada! hehehe
Mas das invenções "modernas", eu louvo a Deus todo dia pela UTI neo-natal, que salvou a vida da minha filha número 2. Nasceu de 6 meses, os primeiros 45 dias ficou entubada e guardadinha numa incubadora pra poder ir comigo pro quartinho. Nem sei de que ano é a invenção, acho que não é mais moderno, mas mesmo assim, é uma invenção que eu considero importante demais!
Beijos!

Daniele Barizon disse...

Olá! Encontrei seu blog através de um que seguimos em comum. Gostei do espaço e sigo.

Sds,

Daniele Barizon
http://www.neointerativo.com

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Fernanda os seus usos são quase como os meus, só divergem quanto ao celular, que se estou em casa fica esquecido e com bateria descarregada dentro da bolsa. Mas, na rua é super útil.
Beijokas e uma terça-feira maravilhosa.

Paty disse...

Esse Mundo Moderno é fogo! rsrsrsrs

Beijos Fê...

Jussara disse...

Fe, acho que ganho em bicho matisse, nem tenho um micro-ondas, rs
Só uso computador,tenho um celular que só fala (não me interesso por nenhuma outra função), acho impensável eu com um e-book e não sei para que serve data show, o que é touch screen? Ah! Pen drive já tive um, nem sei por onde ela anda.
bjs

Sil Villas-Boas disse...

Da lista, eu não gostaria de ficar sem meu notebook.Já me acostumei com ele e o carrego pra todo lugar. O Post tá muito legal, Nanda.
E qdo postarás no Jardim? Ando sentindo sua falta nas segundas-feiras. Apareça lá, menina.
Bjusss
Sil

Leandro Lima disse...

HAUHUHAAUHAHUAUH
vários ai não ficaria sem, alguns por costume outros por trabalhar e depender deles...
mas dificil ficar sem.

Anônimo disse...

Oi Nada.
De tudo que você descreveu eu não gosto de:
Suco feito de polpas de frutas, pois desconfio da higiene de que as manipulou.
De conversa demorada pelo celular, pois me dá tontura e tenho certeza de ainda vão confirmar que isso faz mal a saúde.
GPS eu tenho um dentro da minha cabeça.
Data show, nem sei o que é isso.
Comida congelada extremamente útil na hora H.
Micro ondas é ótimo para esquentar comida nos domingos da vida quando estou só em casa.
Câmera Digital nós temos uma zero Km com mais de três anos guardada.
Computador, depois que entrou na minha vida foi paixão a primeira vista. Uma terapia.
Carro é o que sempre mais me fascinou e se pudesse teria uma coleção de carros antigos.
Por fim, parabéns pelo texto.
Francisco Diniz

A Escafandrista disse...

visita!!! gostei do post, é mesmo quase impossível viver hj em dia sem tudo isso, mas o mais estranho é que na maioria das vezes isto mais dificulta do que facilita a vida.
BJs.