segunda-feira, 4 de abril de 2011

Antiga história Cherokee



Uma noite um velho Índio Cherokee contou ao seu neto sobre uma luta que estava a acontecer dentro dele.

Ele disse, “Meu filho, é entre dois lobos. Um é mau: raiva, inveja, tristeza, desgosto, arrependimento, ganância, arrogância, auto-piedade, culpa, ressentimento, inferioridade, mentiras, falso orgulho, superioridade e ego. O outro é bom: alegria, paz, amor, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé”. 

O neto pensou sobre isso por um minuto e então respondeu ao seu avô: “ Qual o lobo que vence?” O velho Cherokee respondeu simplesmente: “ Aquele que eu alimento”. 

*Autor desconhecido

6 comentários:

Olho no olho disse...

Como o mundo é feito de coisas boas e ruins, até para servir de comparações, é melhor dar a carne para o lobo bom e o osso para o lobo ruim. Muitas vezes precisamos ver a ruindade para darmos valor à bondade.
Lindo conto.

Elisabete disse...

Seu Blog é muito interessante....parabéns..

te seguindo...tenha um lindo dia.

siga meus blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/ e http://deusemminhaalma.blogspot.com/

Sil Villas-Boas disse...

Linda a lenda Nanda.
Vou te mandar algo por email.
Bjusss
Sil

Roberta disse...

Uma bela lição sobre o que vale a pena cultivar! bjsssss

Janaina Cruz disse...

Nanda é por isso que temos que procurar estar sempre muito calmos, para que o lobo que é bom cresça impedindo que o seu paradoxo fique maior...

Linda mensagem, o mundo precisa mais disso...

Abraços mil pra ti

Dica Cardoso disse...

Reflexivo e verdadeiro.
Devemos mesmo cuidar daquilo que alimentamos em nossa alma e mais ainda,da forma com que alimentamos...

ABRAÇOS NO CORAÇÃO!